Faça uma pesquisa

Validating credentials, please wait...

Home

MOVIMENTO DOS CAMINHONEIROS SE TORNA MOVIMENTO DOS BRASILEIROS E ASSEMA JUNTAMENTE COM COMERCIO LOCAL REALIZA PASSEATA EM PROTESTO

MOVIMENTO DOS CAMINHONEIROS SE TORNA MOVIMENTO DOS BRASILEIROS E ASSEMA JUNTAMENTE COM COMERCIO LOCAL REALIZA PASSEATA EM PROTESTO

Paola Loureiro

Na manhã desta segunda-feira (28 de maio) foi realizada na sede da Associação Empresarial de Maracaju uma reunião para pautar as reinvindicações dos empresários de Maracaju.  Essa pauta será levada ao Governo do Estado em reunião a ser organizada pela FAEMS juntamente com todas as associações do estado do MS.

Na reunião estiveram presentes o Prefeito Maurílio Azambuja, Vice-Prefeito Joares Sanches, Presidente da Câmara Helio Albarello, Secretários Frederico Felini, Lenilso Carvalho, Procurador Jurídico Pedro Pessato, Presidente da ASSEMA Helio Isidório, empresários e comerciantes.

O Prefeito Maurilio Ferreira Azambuja destacou que a cidade está preparada, ou seja, os Postos de Saúde, Hospital Municipal e veículos estão abastecidos para atender urgências e emergências.

Quanto ao transporte do lixo, conforme o divulgado em primeira mão pelo “Maracaju em Foco” o mesmo está sendo restabelecido aos poucos, sendo que ainda há uma negociação para que o caminhão não fique preso em outras paralisações até a chegada na cidade de Dourados, porém, o assunto será alvo de reuniões, mas se encontra praticamente solucionado.

O Presidente da Assema disse que agora é a hora certa para a classe empresarial ser atendida e explicou aos empresários que este movimento continua porque os caminhoneiros estão lutando por um Brasil melhor para todos, não apenas para a redução do Diesel, “este movimento tomou o Brasil todo porque o brasileiro esta cansado de pagar tanto imposto e não ver o resultado, o empresário e o povo brasileiro como um todo precisam aderir este movimento que são de todos os brasileiros, mas para isso precisamos primeiramente definir nossas pautas”, relatou o presidente.

Depois vários empresários foram ouvidos e no final as pautas que foram destacadas para a melhoria da classe empresarial e de todo o brasileiro serão:

1) Redução na alíquota do ICMS em no mínimo 20%;

2) Extinção do ICMS na forma antecipada – o chamado ICMS garantido;

3) NORMAS TRIBUTÁRIAS – Melhorar a redação das normas tributárias para que o contribuinte saiba o QUE esta sendo tributado e QUANDO deve ser tributado;

4) Diminuir o valor agregado no ICMS de substituição tributária;

5) Diminuir o ICMS sobre energia elétrica, de forma a aplicar a mesma alíquota incidente sobre os demais produtos (atualmente 17%);

6) Permissão para que o etanol produzido no Estado possa ser comercializado diretamente nos postos do Estado;

7) Para poder garantir a redução do ICMS sugerimos a diminuição dos gastos do Estado com a folha de pagamento;

8) Redução da carga tributária sem a criação de novos impostos para substitui-lo.

 

São no total oito reinvindicações que serão cobradas do Governo do Estado do Mato Grosso do sul, durante a reunião, também ficou acordado a paralização as 15 h de hoje para uma passeata a pé até os caminhoneiros que estão parados em Maracaju, o movimento contou com mais de 3000 maracajuenses que saíram as ruas pedindo por um Brasil melhor e mais justo.

Empresários de toda parte de Maracaju levaram seus funcionários, a população que pode comparecer também foi e todos juntos em uma só voz foram cantando o Hino Nacional por todo o percurso, mostrando que juntos a união faz a força. Chegando ao local motoristas, caminhoneiros e familiares que estavam lá ficaram emocionados e aplaudiram a iniciativa da população.

O Presidente da ACAMAR falou em discurso que estavam cansados, mas que esse movimento deu um novo ânimo para todos “nós estávamos aqui cansados, pensando nas nossas famílias, pensando em como continuar e vocês nos deram um motivo para continuar, nos deram a força que precisávamos para prosseguir neste caminho árduo por um pais melhor para nossos filhos, muito obrigada Maracaju,” relatou Rodinei conhecido como Nego da Acamar.

Já o presidente da Assema Hélio Isidorio Vieira quase não conseguiu falar tomado pela emoção, mas disse que Maracaju hoje mostrou sua força, que a luta é de todos, “Essas palmas que ouvimos quando chegamos aqui não são pra nós, são para vocês todos que estão lutando por um pais mais justo, por um pais melhor para nossos filhos e netos, hoje Maracaju mostra sua força e não vamos parar por aqui não, vamos ir além e mostrar a nossa força lá fora,” disse o presidente.

A passeata encerrou as 16:30h desta tarde no acampamento dos motoristas.