Faça uma pesquisa

Validating credentials, please wait...

Home

TAL PAI, TAL FILHO, UMA DAS EMPRESAS PIONEIRAS EM MARACAJU CONTA COM UMA HISTÓRIA RICA E COM UMA SECESSÃO FAMILIAR DE SUCESSO

TAL PAI, TAL FILHO, UMA DAS EMPRESAS PIONEIRAS EM MARACAJU CONTA COM UMA HISTÓRIA RICA E COM UMA SECESSÃO FAMILIAR DE SUCESSO

A união entre família e negócios nem sempre é fácil, mas é muito comum em todas as regiões do Brasil, passando entre gerações, os ideais empresariais se modificam, e por muitas vezes são descontinuados, seja por falta de preparo dos sucessores ou fatores externos.

Atualmente 90% dos negócios brasileiros são familiares, observando esse ponto, a importância de trabalhar na sucessão de líderes fica mais evidente, a fim de manter todo um sistema econômico e social.

Quando vemos uma empresa consolidada no mercado passando com tanta leveza pela sucessão familiar da até um animo a mais, este é o caso do Supermercado Estrelão em Maracaju. O Senhor Adroaldo Colle já passou o bastão para seu filho Rafael Colle, no entanto quem vê os dois trabalhando tão bem juntos não imagina que enfrentaram as mesmas dificuldades que muitas empresas passam.

A Família Colle chegou em Maracaju em dezembro de 1979, “Chegamos em Maracaju totalmente sozinhos, eu e minha esposa e apostamos nessa terra, para nós era tudo ou nada. E graças a Deus tivemos essa coragem que deu bons frutos, ” revelou senhor Adroaldo.

Em janeiro de 1983 começou a história do Supermercado Estrelão que deu início com apenas 3 funcionários, uma história que foi crescendo em seus 35 anos de funcionamento, hoje aonde era o mercado se transformou em depósito e o mercado foi crescendo e se transformando em Supermercado sem sair do local, apenas aumentando gradativamente durante essa trajetória. No ano de 2005 junto com a ampliação que está até hoje, o administrador Rafael Colle veio para somar na equipe.

Formado em administração Rafael viu que na prática administrar era bem diferente da teoria e foi em busca de mais conhecimento para então enfrentar esses novos desafios colocados em seu caminho, fez MBA de Gestão Empresarial e foi aí que começou a buscar a confiança do seu pai a cada dia colocando em pratica tudo que aprendeu e buscando conhecimento junto com seu pai todos os dias.

“A faculdade deu uma base muito importante na teoria, mas quando eu fui para a prática, vi que meu conhecimento era superficial, foi então que cursei MBA para estar mais capacitado, ” disse o jovem empresário.

É importante frisar que esse processo envolve muito as questões emocionais, ou seja, é comum famílias entrarem em conflito quando se fala em sucessão familiar. Não podemos esquecer que esse processo é transitório, tendo melhores resultados com a presença do atual detentor da empresa, sua vivência à frente do negócio poderá ser compartilhada e desenvolvida com o sucessor.

A experiência profissional e de vida de quem atuou fortemente para alavancar os resultados da empresa como dono, é sem dúvida um capital intelectual muito valioso e quando aliado com as novas ideias e a vontade de aprender e de vencer do sucessor, torna o processo de sucessão muito mais rico e exitoso.

“Meu pai achou que eu ao sair da faculdade já seria um empresário sabendo de tudo, e foi bem o contrário disso, eu precisei aprender na pratica o que me faltou durante a faculdade, ” relatou Rafael.

“Todos os desafios que enfrentamos fez com que hoje, eu esteja ainda presente, mas quem administra totalmente é o Rafael, passei o bastão e ele é um grande administrador que tem feito a diferença a cada dia aqui, ” disse orgulhoso senhor Adroaldo sobre o filho.

Para o bom resultado da sucessão familiar, o dono do negócio e seu sucessor devem andar lado a lado, respeitando o perfil e as características um do outro e extraindo o melhor dessa vivência, dessa transição do negócio. E foi exatamente assim com Adroaldo e Rafael, “Eu tive várias vivencias na minha família que me mostravam o quanto era difícil a transição e eu não queria isso para a minha família e pensando nisso nunca criei um embate com o Rafael, sempre ouvi a opinião dele e abri a mente para aceitar as ideias que ele implantou, isso foi difícil mas ao permitir meu filho de crescer como empresário o maior presente foi meu, pois hoje ele é esse grande profissional,” disse Adroaldo sobre o início da sucessão.

Hoje o Supermercado Estrelão conta com mais de 60 colaboradores e pai e filho ainda continuam administrando em parceria, mesmo o senhor Adroaldo dizendo que passou o bastão para o filho, Rafael continua contando com os conselhos de seu pai, ele diz que é uma parceria que dá certo e que vai continuar por muito tempo.

“O maior desafio quando um filho vem trabalhar com seu pai é conquistar a confiança, meu pai tinha a pratica a mais de duas décadas e eu a teoria que aprendi na faculdade. Quando o jovem sai da faculdade ele tem apenas a teoria e muitas ideias, no entanto muitas dessas ideias ainda não usei porque vi na pratica que não cabe na minha empresa, tudo tem seu tempo e com o passar dele outras ideias vão se ajustando e implantando depois de anos, ” finalizou Rafael.

No Brasil, negócios gerenciados por família são considerados um dos pilares da nossa economia. Apesar disso, pesquisas apontam que de cada 100 empresas familiares abertas e ativas, apenas 30 sobrevivem à primeira sucessão. Se o número merece atenção, então prepare-se para outro dado: apenas cinco chegam à terceira geração.

Vendo esses dados e essa história do Supermercado Estrelão de sucesso, que tal abrir os horizontes e começar a planejar a sucessão da sua empresa? O processo é desafiador, no entanto qual empreendedor não gosta de um bom desafio?