Faça uma pesquisa

Validating credentials, please wait...

Home

Sebrae seleciona 200 mulheres empreendedoras para acelerar suas empresas

Sebrae seleciona 200 mulheres empreendedoras para acelerar suas empresas

Foi lançado na última quinta-feira (07), em Campo Grande, o Programa Sebrae para Mulheres de Negócios, que visa acompanhar e orientar donas do próprio negócio de todo o estado de Mato Grosso do Sul na condução de seus empreendimentos, na busca por novas demandas e na melhoria de processos e produtos.

São ao todo 200 vagas; 150 para empresas já constituídas (CNPJ) e 50 para pessoas físicas que já começaram a colocar suas ideias em prática. As inscrições vão até o dia 22 de fevereiro e a lista de selecionadas será divulgada no site do Sebrae/MS no dia 08 de março, Dia Internacional da Mulher.

 

O programa, que terá duração de 9 meses (de 12 de março a 12 de dezembro), disponibilizará especialistas em gestão de pequenas empresas para treinar e capacitar as empreendedoras em temas chave como: marketing digital; vendas; gestão de fluxo de caixa; aspectos tributários; liderança; planejamento estratégico; inovação e crédito. Serão 40 horas de instrutoria e 30 horas de consultorias/mentorias oferecidas de maneira virtual e presencial.

 

O edital com todos os critérios necessários para as interessadas em participar Programa Sebrae para Mulheres de Negócios está disponível no portal da instituição de apoio aos pequenos negócios em Mato Grosso do Sul, por meio deste link. Dúvidas e informações: 0800 570 0800.

Empreendedorismo feminino

Segundo a pesquisa GEM (Global Enterpreneurship Monitor) 2017, o Brasil possui 24 milhões de negócios liderados por mulheres. Elas se destacam na abertura de novos negócios: 14 milhões de empresas abertas por mulheres face a 13 milhões pelos homens.

O mesmo estudo aponta, no entanto, que, apesar de abrirem mais empresas e serem mais escolarizadas, os negócios liderados por mulheres tendem a faturar menos e ser menos intensivos em inovação; têm mais dificuldades em prosperar; e possuem pouca diversificação, em segmentos de baixo valor agregado e com menor capacidade de internacionalização.

De acordo com Lucielle Lima, analista técnica do Sebrae em MS, e gestora do projeto de empreendedorismo feminino no estado, a motivação para realizar o programa foi justamente minimizar estes problemas enfrentados, promovendo o desenvolvimento local por meio da melhoria dos negócios das mulheres; além de garantir networking às participantes.

“Acreditamos que o empreendedorismo feminino possui um efeito multiplicador de crescimento econômico no território. A partir do momento em que se inclui a mulher no negócio, já começa a se perceber uma mudança, principalmente nas áreas de saúde e educação”, conclui.

 

Fonte: ASN – Sebrae/MS