Faça uma pesquisa

Validating credentials, please wait...

Home

Secretário de Saúde e Procurador Geral reuniram-se com representantes do comércio noturno, academias e igrejas para elaboração do Plano de Biossegurança para Maracaju.

Secretário de Saúde e Procurador Geral reuniram-se com representantes do comércio noturno, academias e igrejas para elaboração do Plano de Biossegurança para Maracaju.

Na tarde desta quarta-feira 13-01 ocorreu a reunião dos representantes do comércio noturno, academias e igrejas, tratando especificamente de medidas que deverão ser tomadas para uma possível reabertura do comércio noturno, mesmo com o município na “Bandeira Vermelha” do programa Prosseguir do Governo Estadual, através da elaboração de um Plano de Biossegurança que venha a ser cumprido à risca pelas empresas, assumindo responsabilidades como o controle rigoroso da quantidade de 40%, uso de máscaras e álcool em gel. Fixou-se o compromisso de quem assinar o termo, aceitando o Plano de Biossegurança que será elaborado pelo Poder Executivo, sem qualquer custo para a empresa, será fiscalizado constantemente e em caso de quaisquer descumprimentos será penalizado com multa e em caso de reincidência, extinção temporária do alvará de funcionamento, até o retorno da cidade a “Bandeira Verde”

“Sempre apostamos no diálogo, acreditamos que com isso, tudo resolve-se mais facilmente, neste momento ASSEMA, Prefeitura de Maracaju, através da Procuradoria Jurídica e Secretaria de Saúde, estão unidos em prol ao nosso comércio, todos trabalhando por uma reabertura segura para empresas e clientes, conseguimos também o compromisso de uma fiscalização mais efetiva por parte do município, bem como o apoio da Polícia Militar em aglomerações externas que também inflam os números de infectados de nossa cidade.” Explicou Fernandes.

Tais medidas, tratam-se das contrapartidas que serão apresentadas ao Ministério Público, justamente para a negociação de uma reabertura segura das atividades, salienta-se inclusive que tais propostas, somente se tornarão válidas, após a apresentação deste Plano de Biossegurança ao Promotor de Justiça Dr. Estéfano Rocha e o seu aceite, tornando-se em um novo acordo judicial.

Outra informação ao comércio, trata-se de que a Câmara Municipal ingressará com um pedido para concessão de benefícios fiscais as empresas diretamente prejudicadas na pandemia como comércio noturno, academias e igrejas.